Blog Lekan

Na semana passada, falamos sobre os imprevistos que podem acontecer no dia do seu casamento. A gente sabe que isso é chato, sim… ninguém gosta muito de pensar que justamente no dia tão esperado algo ruim possa estragar a festa, né? É por isso que devemos estar preparados!

Por isso hoje vamos continuar a falar sobre esse tema necessário. Fique atento a mais algumas dicas do que fazer para contornar situações chatas:

  1. Um dos padrinhos não pode comparecer? Simples: continue a cerimônia naturalmente. Uma das ideias é organizar para que as madrinhas fiquem todas do lado da noiva, e os padrinhos ao lado do noivo, disfarçando a ausência de um deles. Esta é uma tendência em casamentos nos Estados Unidos, inclusive.
  2. Um dos fornecedores falhou? É importante ter sempre um plano B para cada um dos fornecedores contratados. Falhas acontecem, e você tem que estar preparada para desgastes… Ou melhor, sua cerimonialista deve estar pronta para lidar com emergências. E aqui, entra novamente a palavrinha mágica: planejamento! Tudo deve ser organizado com espaço para que haja mudanças de última hora.
  3. Faltou energia? Não estamos falando da falta de energia dos convidados ou dos noivos, hehe… e sim da falta de luz! Acredite: isso pode acontecer e é mais comum do que pensamos. Por esse motivo, verifique com antecedência se o local da festa possui um sistema de geração de energia próprio, ou alugue um gerador.
  4. Está faltando comida ou bebida? É claro que esse problema não deveria acontecer, mas em muitos casos, há um inesperado excesso de convidados ou um erro no cálculo da quantidade de comida ou bebida… e aí entra novamente o plano B! O serviço de buffet deve estar preparado para o caso de você solicitar mais comida, e deve ter disponibilidade para providenciar os extras.
  5. Tem convidados pouco animados ou animados além da conta? Em ambos os casos, é preciso tomar atitudes. Se os seus convidados estão muito parados, não dançam e não demonstram entusiasmo, faça a frente: chame-os para dançar, organize um “trenzinho” na pista de dança, puxe a liderança! E se o problema for o contrário: alguns convidados beberam demais e estão ficando inconvenientes? Para isso, recorra a alguém que tenha influência sobre a pessoa que demonstra animação além da conta. Cesse a oferta de álcool. E conte sempre com a ajuda de pessoas próximas. Afinal, nada pode estragar seu grande dia!

E para encerrar nossas dicas para lidar com imprevistos, aqui vai uma sugestão final: programe pelo menos 10% a mais do orçamento para qualquer emergência de última hora. Sempre é bom recorrer a uma reserva, pois não podemos prever eventualidades. Se não for preciso usar o dinheiro, ótimo: aproveite para gastar a reserva na lua de mel!

Para qualquer dúvida, entre em contato com a gente: contato@lekaneventos.com.br. Que você tenha um evento memorável!

Comentar

Olá noivinhas e noivinhos! O ano novo chegou! É claro que você já planejou seu evento para este ano, não é? Mas hoje vamos falar sobre um assunto que muita gente tenta evitar… só que é de fundamental atenção: como lidar com imprevistos que possam acontecer no dia do seu casamento. Pois é, ninguém gosta muito de pensar que justamente no dia tão esperado algo ruim possa estragar a festa, né? É por isso que devemos estar preparados!

Imprevistos acontecem… Pode ser a chuva, um vestido descosturado, uma maquiagem borrada, problemas na decoração, e uma lista interminável de coisas que podem não sair como a gente espera. Então, que tal estar preparado para enfrentar as situações? Para evitar estresse desnecessário, o ideal seria que os noivos nem ficassem sabendo dos problemas. Mas, às vezes, isso é inevitável.

Quando se tem uma pessoa responsável pela organização do casamento, uma cerimonialista competente, é ela quem vai “apagar os incêndios”, evitando ao máximo que os noivos, a família ou os convidados tenham sustos desagradáveis. Mas é sempre bom saber que, para cada problema, pode haver uma solução. Confira nossas dicas.

  1. Choveu, e agora? Para os casamentos ao ar livre a chuva é sempre um problema. Mas, como não podemos prever o tempo e o casamento geralmente é marcado com muita antecedência, a sugestão é: tenha sempre um plano B para o caso de chuva. Ninguém quer ser pego de surpresa, portanto planeje seu evento já contando com essa possibilidade. Tenha um local apropriado para qualquer intempérie do tempo. Para a cerimônia, conte sempre com espaço coberto alternativo.
  2. Os convidados não encontram o local da festa? Este também é um problema que pode ser resolvido antes que aconteça. Se você decidiu por um local pouco habitual ou distante, é necessário providenciar mapas para todos os convidados. Além disso, solicite às pessoas que sabem como chegar ao local que orientem aos outros convidados. Certifique-se, ao entregar o convite, de que as pessoas saberão se direcionar até o local.
  3. Alguém esquece de confirmar presença e comparece. Como arrumar mais um lugar? Aqui entra o papel da cerimonialista: é ela quem vai encontrar um bom lugar para o convidado.
  4. O penteado ou a maquiagem da noiva estão perdendo a forma? É sempre bom ter um kit de maquiagem aos cuidados de uma pessoa de confiança. Caso haja necessidade, alguma convidada com dotes de maquiadora pode contornar a situação. Quanto ao cabelo, é possível remediar o problema quando o penteado é simples. Mas isso deve ser definido com antecedência, no dia do teste de cabelo e maquiagem. É importante ter um cabeleireiro de confiança, e se preparar de antemão para qualquer imprevisto que possa haver com o penteado.
  5. O vestido de noiva sujou ou rasgou, e agora? Uma das madrinhas pode ficar responsável por um kit de costura e de remoção de manchas, por exemplo.

Pensa que acabou? Não! Hehe! Na próxima semana, vamos dar mais dicas para você lidar com os importunos imprevistos! Enquanto isso, deixe seu comentário: teremos o maior prazer em responder suas dúvidas!

Até a próxima!

Comentar

Já falamos aqui sobre os principais tipos de eventos corporativos e do quanto eles são eficientes. A grande vantagem de realizar um evento corporativo é a visibilidade da marca ou da empresa! Todos os segmentos são unânimes em afirmar que fazer eventos é uma estratégia válida para o público-alvo (clientes) e também para o público interno (colaboradores). Por isso, não hesite em organizar um evento na sua empresa, seja ele direcionado à equipe ou para gerar visibilidade ao seu público.

Uma das tarefas mais importantes para empresas que desejam realizar um evento é a escolha do local. A disponibilidade de datas para eventos corporativos acaba sendo mais flexível do que para eventos sociais, por exemplo. É possível realizar eventos corporativos durante a semana, e isso já abre um leque maior de possibilidades para escolha do lugar.

Fique atento às dicas que selecionamos hoje para ajudar você na hora de definir o local para o seu evento corporativo:

  1. Selecione o bairro ou a região onde quer fazer seu evento. Claro que essa regra não necessariamente se aplica às cidades de médio ou pequeno porte. Mas em locais como Porto Alegre ou São Paulo, a escolha da região é fundamental para o sucesso da participação do público. Em Passo Fundo, por exemplo, ainda há uma certa mobilidade que permite o deslocamento do público aos locais mais afastados… Mas fique de olho na segurança do local, e principalmente no estacionamento. Não opte por locais sem vagas de estacionamento ou que sejam afastados de garagens para estacionamento rotativo.
  2. Avalie o tamanho do espaço. Este é um dos fatores mais importantes e está ligado diretamente ao número de convidados. Afinal, o local deve acomodar todas as pessoas confortavelmente, e ainda ter um espaço extra para a equipe de trabalho (produtores, organizadores de evento, seguranças, equipe de som, garçons, cozinheiros e outros).
  3. Escolha o local de acordo com as características do evento. Se for um simpósio, por exemplo, você pode acomodar o público em mesas dispostas ao redor de toda a sala. Já se for uma palestra, o público pode ficar em cadeiras dispostas em filas. Um evento de lançamento, onde há coquetel e garçons circulando, pode seguramente ser em um local amplo para as pessoas interagirem entre si. Ou seja, considere as características do tipo de evento e defina o melhor local, sempre atento à localização e ao tamanho.
  4. Organize a parte burocrática. Alguns locais pedem uma determinada burocracia, como alvará de funcionamento, permissões legais, infraestrutura, extintores de incêndio, autorização dos bombeiros, geração de energia. Informe-se sobre as saídas de emergência: elas devem ser de fácil acesso e sempre sinalizadas. Se você não está acostumado a lidar com estas questões burocráticas, contrate um organizador de eventos.
  5. Avalie se o local é adequado para o dia e o horário do evento. Muita gente não dá a devida atenção a este item. Mas, sim, é muito importante saber se o horário em que vai acontecer o evento é apropriado. Para citar um exemplo, imagine se você e sua equipe estão promovendo uma palestra em um local onde há um jogo de futebol acontecendo no campo ao lado do salão? Pois é, estas questões são importantes na hora de definir o local. Faça todos os questionamentos necessários a quem faz a locação do espaço para o evento, e evite surpresas desagradáveis.
  6. Verifique as condições de acessibilidade. Pense no bem-estar do público: isso inclui o cuidado com os portadores de necessidades especiais. Verifique se o local atende as condições de acesso, como rampas ou elevadores para os cadeirantes, e sinalização tátil no piso para os deficientes visuais.
  7. Por último, e não menos importante, atente para um detalhe: a tradição do local escolhido é de fundamental importância para atrair o público. Uma estrutura organizada de um espaço tradicional na cidade é o cartão de visitas do seu evento. Não ignore essa dica!

E então, gostou das nossas dicas? Se você pensa em realizar o seu evento corporativo, conte com nossa ajuda! Envie um e-mail para contato@lekaneventos.com.br.

Até a próxima!

Comentar

Os eventos corporativos são excelentes formas de fidelizar e atrair clientes, além de uma ferramenta de endomarketing – ideal para o relacionamento com os colaboradores internos.

Organizar um evento corporativo nem sempre é uma tarefa simples, e a escolha do tipo de evento deve levar em conta o objetivo da empresa. Cada tipo de evento tem suas peculiaridades. Por isso hoje vamos ajudar você a entender as diferenças entre os eventos para acertar na organização deles.

Confraternização

É um evento relativamente fácil de organizar, e pode ser realizado tanto para o público interno quanto para clientes externos. Há vários motivos para se realizar uma confraternização: datas comemorativas (fim de ano, aniversário da empresa, páscoa e outros), fechamento de negócios ou parcerias importantes etc. É o tipo de evento ideal para reunir os colaboradores da empresa, por exemplo, e pode se dar através de um almoço, um jantar, um happy hour ou coquetel.

Palestra

Esse evento também pode ser realizado tanto para o público interno quanto para o público externo, e serve para abordar temas de interesse de qualquer um dos públicos. A ambientação do evento depende de uma organização específica, como a mesa do palestrante, material de apoio, material audiovisual, som, cadeiras para o público, coffee break.

Curso

Um curso também pode ser considerado um evento. O objetivo é qualificar o público-alvo, seja ele interno ou externo, e tem grande chance de projetar a empresa em termos de marketing. A organização de um curso pode ser simples ou complexa, pois exige conhecimento da área – a escolha do tutor é a tarefa mais importante.

Workshop

É como um curso, porém tem o intuito de fazer com que os participantes trabalhem de forma prática e não apenas recebam o conteúdo teoricamente. É destinado a um público específico e tem grande valia para a reputação da empresa que promove.

Simpósio de Cancerologia – Passo Fundo RS

Simpósio

É um evento que reúne especialistas renomados, com a presença de um moderador, onde debatem assuntos e abrem a discussão para o público, em forma de perguntas.

Seminário

O seminário é um evento de pequeno ou grande porte que serve como debate de um assunto em profundidade, com várias atividades relacionadas. O objetivo é a atualização de conhecimentos, com palestrantes específicos. É destinado ao público interno ou externo, promovido por uma empresa ou instituição.

Feiras e exposições

As feiras são eventos de grandes proporções, onde concentram várias empresas de um mesmo ramo ou segmento para expor produtos e serviços. Uma grande feira ou exposição pode ser realizada por uma empresa ou instituição, e dentro do evento cada empresa participante organiza seu próprio estande, com o objetivo de atrair clientes.

Cerimônia corporativa

No caso das cerimônias corporativas, o objetivo é sempre celebrar algo, que pode ser através de uma premiação, uma comemoração, um destaque, inauguração de espaço ou empresa, posse de presidente ou diretor, etc. É um evento formal, geralmente com mestre de cerimônias e solenidades.

Lançamento de produtos

Eventos de lançamento podem ser de pequeno, médio e grande porte, dependendo do objetivo. Trata-se de um evento simples, mas não menos importante ou tampouco fácil de realizar. Pode ser feito dentro ou fora da empresa, para funcionários ou para clientes, e envolve uma organização precisa para que tudo saia conforme o planejado.

Evento de lançamento de imóvel

Conferência

Uma conferência reúne palestrantes e debatedores considerados autoridade em determinado assunto, e pode ser realizada para um grande público.

Congresso

Este evento de médio a grande porte pode ter conferências, mesas-redondas, simpósios e outros tipos, de acordo com o objetivo da instituição. Geralmente, um congresso tem um tema principal, que norteia todas as atividades do evento.

Jornada

Uma jornada é como uma discussão periódica sobre alguma temática – e pode durar horas ou vários dias. Pode ser de médio ou grande porte e envolve uma grande organização.

Mesa-redonda

A mesa-redonda é um encontro que tem a intenção de fazer com que especialistas em determinado assunto debatam sobre questões relacionadas ao tema. Geralmente, a mesa tem um coordenador, que orienta o debate.

Toda empresa precisa, em algum momento, realizar um evento, seja ele de pequenas ou grandes proporções. Para que aconteça da melhor forma possível e sem erros, os eventos corporativos podem e devem ser organizados por uma empresa que presta assessoria. É nesse momento que a Lekan Eventos pode ajudar você! Envie um e-mail para contato@lekaneventos.com.br e tire todas as suas dúvidas!

Comentar

O tempo passa depressa, não é mesmo? Parece que foi ontem que o seu bebê nasceu, e agora está prestes a completar um ano de vida! Pois é… todas as etapas da vida merecem comemoração. E para celebrar o aniversário de um aninho do seu filho, preste atenção nas dicas que preparamos para você neste guia completo!

Planejamento

Não importa se a festa será realizada em casa ou em um grande salão de eventos: qualquer comemoração requer planejamento! Uma das coisas que se deve levar em conta ao planejar o aniversário de primeiro aninho é que o desejo dos pais é mais importante que o da criança… afinal, os bebês ainda não têm gostos definidos e nem podem escolher o tema da festa.

Portanto, o planejamento deve ser feito com base naquilo que os pais gostariam. Um aviso: festas grandes devem ser planejadas com 6 meses de antecedência!

Local e horário da festa

O local da festa deve ser definido de acordo com o tamanho do evento e a quantidade de convidados. Escolha o lugar levando em conta a localização, a segurança, o conforto e, claro, a beleza do espaço.

O horário recomendado é aquele que não atrapalha muito a rotina do seu filho e nem de outras crianças. Uma opção é fazer a festa no meio da tarde, a partir das 16h, depois da soneca do bebê. A comemoração também não precisa se estender. Não é deselegante estipular um horário para o término, portanto faça-o sem receio.

Tema da festa

A escolha do tema é importante para a decoração da festa, e seu nível de dificuldade é que define o tempo necessário para a organização. Pense que esta festa ficará registrada na memória e nas fotos, por muitos anos: é comum as famílias optarem por temas clássicos e atemporais – como fazendinha ou circo, por exemplo – em vez de fazer a festa com personagens da moda.

Convites

Antes de enviar o convite propriamente dito, você pode preparar um “Save the Date” por email, como aqueles de casamento. Ele é importante até mesmo para ter uma noção do número de convidados que confirmarão presença.

O convite para a festinha também pode ser enviado virtualmente, embora não dispense a criação de um convite impresso. É importante mandar imprimir com antecedência: os convites devem ser entregues entre 15 e 20 dias antes da festa.

E quem você deve convidar? Para crianças de até 4 anos, recomenda-se que os pais estejam presentes. Crianças mais velhas podem ser convidadas sozinhas.

Cardápio

Na hora de escolher o que servir, lembre-se que é preciso agradar aos adultos e às crianças. Opte por salgadinhos fritos e assados, cachorro-quente, mini pizza e outros clássicos das festas infantis. Para os doces, tenha brigadeiros, doces de copinho e cupcakes, além do bolo decorado.

Não esqueça de que muitos pais preferem que seus filhos não comam doces, por exemplo. Tenha algumas outras alternativas saudáveis, além de oferecer sucos como complemento aos refrigerantes, tradicionais nos aniversários.

Recreação

As festas infantis podem ter várias atividades para manter as crianças entretidas. Muitos buffets oferecem estes serviços incluídos no pacote, mas caso não os tenha, considere contratar palhaços, contadores de histórias, monitores de oficinas de artesanato… além de brinquedos como cama elástica. Lembre-se que o ideal é ter um monitor para cada dez crianças de 3 a 6 anos, além de uma pessoa para cuidar de cada brinquedo.

Lembrancinhas

Para as lembrancinhas, lembre-se de encomendar algo útil, além de bonito. Contrate a empresa de brindes com pelo menos dois meses de antecedência. Evite dar balas e pirulitos para bebês, pois eles podem ser perigosos.

Fotos e vídeo

Estes itens são importantes, portanto escolha profissionais com experiência na realização de fotos com crianças.  Dica: peça para que o fotógrafo tire as fotos dos convidados nas mesas, sem, necessariamente, a presença da criança. É uma forma de evitar transtornos para a criança, também.

Organizar uma festa de aniversário, por mais simples que seja, exige organização e atenção a todos os detalhes. Lembre-se de contar com os imprevistos: crianças são imprevisíveis, então esteja preparada para lidar com possíveis aborrecimentos.

Quer ajuda para organizar a festa do seu filho? Conte com a gente! Solicite um orçamento pelo email: contato@lekaneventos.com.br

 

Até a próxima semana!

Comentar
1 2 3 4 5 8 9